Atleta 14 vezes campeã mundial de Jump Rope é de Rio das Ostras

Publicado em 11 de Agosto de 2017
Atleta 14 vezes campeã mundial de Jump Rope é de Rio das Ostras Foto: Divulgação O que fazer quando o mundo vira de cabeça para baixo Fonte: Divulgação

Ela é considerada a maior referência feminina no mundo no Jump Rope, conhecido no Brasil como Salto com Corda, tendo já conquistado 14 medalhas mundiais nesse esporte. Ela é a atleta Vivien Vajda, húngara-brasileira, moradora de Rio das Ostras que acaba de conquistar as três últimas medalhas no último mês de Julho, em Orlando, no Mundial de Jump Rope, nas categorias velocidade sprint, velocidade resistência e estilo livre.

Para conseguir êxito nesse esporte, que é mais reconhecido na Europa, na Ásia e nos Estados Unidos, a rotina diária de treinamento de Vivien é bem desgastante. Treinada por seu pai, o húngaro Laslo Vajda, um importante nome da patinação no gelo no país europeu, ; e tendo sua mãe Elisângela como coreógrafa, a atleta dedica no mínimo três horas diárias, de segunda a sexta-feira, para aperfeiçoamento em treinamentos no Ginásio Poliesportivo Benedito Zarour.

Além de ceder o espaço, a Prefeitura de Rio das Ostras disponibiliza um médico ortopedista, lotado na Subsecretaria de Esporte e Lazer, para o seu atendimento. “É muito bom treinar aqui em Rio das Ostras porque me sinto em casa. O ginásio tem um piso adequado, dentro da realidade brasileira, é claro, que me ajuda no treinamento. Em época de campeonato, o treinamento chega a ser de segunda a domingo, até quatro horas por dia”, explicou Vivien.

Além de disputar campeonatos, Vivien também realiza apresentações especiais, como as realizadas durante as Olimpíadas de Londres, em 2012; e do Rio, em 2016; e ministra palestras e workshops em diversos países do mundo. Para se ter ideia, ela fará um workshop no mês de outubro na Bélgica que já conta com mais de duas mil pessoas inscritas.

O apoio e a valorização na Europa e em outros países não foram suficientes para que Vivien deixasse de lado o sonho de competir pelo Brasil, o que faz desde 2011. O caso de amor com Rio das Ostras já acontece há mais de 15 anos, quando os pais conheceram a Cidade. “Uma amiga nossa nos indicou este paraíso. Ficamos encantados com a natureza daqui. Compramos uma casa, passamos as tirar as férias em Rio das Ostras. Depois que a Vivien se formou no Ensino Médio, viemos para cá”, explicou sua mãe Elisângela.

Treinada por seu pai, o húngaro Laslo Vajda, um importante nome da patinação no gelo no país europeu, ; e tendo sua mãe Elisângela como coreógrafa, a atleta dedica no mínimo três horas diárias, de segunda a sexta-feira, para aperfeiçoamento em treinamentos no Ginásio Poliesportivo Benedito Zarour.




Comentários