Beach Tennis conquista espaço e vem ganhando mais adeptos

Publicado em 14 de abril de 2017
Beach Tennis conquista espaço e vem ganhando mais adeptos Foto: Divulgação Beach Tennis conquista espaço e vem ganhando mais adeptos Fonte: Divulgação Beach Tennis conquista espaço e vem ganhando mais adeptos Fonte: Divulgação Beach Tennis conquista espaço e vem ganhando mais adeptos Fonte: Divulgação

Considerado uma derivação do tênis, o Beach Tennis é um esporte que vem conseguindo muitos adeptos no Brasil. Alguns atletas optaram por essa versão do tênis por causa da praticidade, outros pelo contato com o mar e aqueles ainda que preferem aliar o esporte ao lazer de um dia de praia.

É claro que o Beach Tennis tem suas especialidades. O tamanho da área de jogo varia se o jogo é individual ou de duplas, a rede é própria para a modalidade e fica a 1,7m de altura, as raquetes têm, no máximo, 50 cm de comprimento, 26 cm de largura e 3,8 cm de espessura.e a bolinha é a mesma utilizada no tênis, só que com baixa pressão. A contagem no jogo é semelhante a utilizada no tênis. Os sets são formados por games, que são pontuados em: 15, 30 e 40. A diferença é que quando um game estiver empatado em 40, o formato utilizado é o sem vantagem.

A jornalista Monise Guimarães despertou o interesse pelo beach tennis após se mudar para o bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro. “Sempre fui sedentária e, no final de 2015, decidi que queria ser diferente. Comecei a procurar um esporte que me despertasse interesse. Eu tinha acabado de me mudar para Copacabana, então procurei algo que pudesse ser praticado na praia, já que é mais agradável fazer uma atividade a céu aberto. Cheguei a pensar em academia de praia e vôlei de praia. Mas, um dia, passeando pela orla, me deparei com uma aula de beach tennis. Eu nunca tinha jogado nenhum esporte de raquete, mas me pareceu um jogo mais fácil de aprender. Marquei e comecei a fazer as aulas. Não é tão fácil de praticar em alto nível, tanto que até hoje ainda me considero iniciante, mas em pouco tempo você já consegue jogar e se divertir com o beach tennis. Isso é bem diferente do tênis, por exemplo, que é mais complexo e que exige muito mais tempo para que pessoa comece a jogar”, disse.

No que diz respeito ao treinamento, Monise informa que mantém a forma e aproveita para fazer novas amizades. “Eu faço aula uma vez por semana, mas jogo todos os fins de semana. As aulas são focadas na técnica, jeito de pegar na raquete, saque, movimentação, controle de bola, etc. Para mim, foi ótimo. Sou de Minas e não tinha muitos conhecidos aqui no Rio. Hoje tenho um grande grupo de amigos e fico ansiosa pela chegada do fim de semana. É muito divertido praticar um esporte, ainda mais na praia! Sem contar que faz bem para a saúde e para o corpo também”, destacou.

Já o marido de Monise, o Capitão-Tenente Engenheiro da Marinha do Brasil, Rogério Comello, aderiu ao beach tennis mesmo sendo um atleta praticante do tênis tradicional. “Na verdade, eu vim do tênis. Conheci o beach tennis enquanto a minha esposa procurava um esporte para praticar. Acabei embarcando junto com ela e peguei gosto pelo esporte.

Segundo Rogério, existem diferenças entre os dois esportes. “A principal diferença é que, no beach tennis, a bola não pode quicar. O jogo é jogado apenas com voleios. A raquete é menor e não tem cordas, possuindo maior semelhança com uma raquete de frescobol. A quadra é bem menor e a rede é mais alta. Os treinos envolvem muita repetição e simulação de situações de jogo. É preciso aprimorar as partes técnica, estratégica e física. Aprender a se mover bem na areia é essencial. Acho que é o beach tennis é um esporte que tem tudo para se massificar no Brasil. É muito fácil de começar a jogar, até pra quem nunca praticou nenhum esporte”, concluiu

Dicas Que Você Precisa Saber

1. Raquetes e bolinhas são diferentes do tênis (a rede também)

- Não se usa as mesmas raquetes do tênis, para o Beach Tennis as raquetes são específicas. Não tem cordas e são feitas geralmente de carbono, kevlar e grafite.

2. Monte sua quadra adequadamente

- Para facilitar há marcações na medida certa, basta colocar na areia e pronto!

3. Qualquer um pode jogar

- Se você consegue segurar a raquete, você pode jogar. É um esporte com curva de aprendizado rápida, basta treinar um pouco.

- Mesmo que você nunca tenha jogado tênis, pode aprender tranquilamente a se dar bem nas areias.

4. O saque é feito de qualquer lugar

- Ao contrário do tênis, você pode escolher qualquer local da quadra para executar o seu saque. Desde que feito atrás da linha de fundo, claro.

- E também não “queima” se encostar na fita e passar para o lado adversário. O jogo continua normalmente.

- Caso você erre o saque e a bola fique na rede, não tem segundo serviço. O ponto é do rival.

5. Não se perca na contagem de pontos

- O sistema de pontuação é parecido com o tênis: 15 / 30 / 40

- No tie-break vence quem fizer 7 pontos com diferença de 2 pontos.

6. Cuidado com os erros que dão pontos ao adversário

- Encostar a raquete na rede é proibido e será dado o ponto para o rival.

- Pisar dentro da quadra antes de executar o saque também não é permitido.

- Na hora do saque também não pode vir correndo, saltar e sacar. Assim como acontece no tênis.

7. Fundamentos básicos para ganhar pontos

- Como no tênis, o saque é fundamental para dificultar que o adversário retorne a bola para você.

- Para devolver o saque são usados os voleios (forehand e backhand).

- Esses movimentos também são usados no decorrer da partida e podem variar entre lob (bola longa por cima do adversário) e drop-shot (bola curta próxima à rede).

- O smash é muito usado para “matar o ponto”.




Comentários