Como contratar com maestria

Publicado em 27 de janeiro de 2017
Como contratar com maestria Foto: Divulgação Como contratar com maestria Foto: Divulgação

Contratar não é processo fácil. Apaixonar-se por alguém em uma primeira entrevista é muito fácil, especialmente se temos em mãos um bom currículo e um histórico profissional impecável. Entretanto, para fazer parte de um time, uma pessoa precisa ter qualidades específicas, que casem com a expertise daqueles com quem vai trabalhar.

A contratação, para ser assertiva, precisa passar por um processo de competências e etapas que contemplem aspectos funcionais, técnicos e de personalidade, que possam completar um panorama amplo. Quanto mais nos cercarmos e desenvolvermos ponto a ponto o processo, mais segurança teremos de que o profissional escolhido tem o perfil desejado para o nosso negócio.

Tenho, hoje, um processo estruturado e qualificado dentro da Transpes, construído em anos de trabalho, e que funciona com muito sucesso. O início sempre parte da descrição completa do cargo e das competências desejadas para o novo funcionário, e o processo sempre é aberto para quem já faz parte da empresa, valorizando talentos e possibilitando crescimento e readequação de carreiras.

Para vagas externas, o mais importante é conciliar o perfil do candidato, sua experiência e formação com as necessidades da empresa e do gestor imediato da área. A empatia entre o profissional escolhido e o gestor que irá liderá-lo é fundamental. É o gestor quem vai direcioná-lo e conviver com esse profissional no dia-a-dia. Por isso, a decisão final sempre tem que ser da liderança imediata. Contratar é uma mistura de lógica, conhecimento e sentimentos. Quando envolve pessoas, um processo nunca pode ser 100% mecânico, pois a empatia é fundamental.




Comentários