Rio das Ostras tem reforço da Polícia Militar por meio do Proeis

Publicado em 06 de agosto de 2018
Rio das Ostras tem reforço da Polícia Militar por meio do Proeis Foto: Divulgação

A Administração Municipal de Rio das Ostras busca medidas que reforcem ainda mais a segurança no município. Nesta terça-feira, dia 31 de julho, o secretário de Segurança Pública, Marcus Rezende, esteve na cidade do Rio de Janeiro visando a implementação do Proeis – Programa Estadual de Integração na Segurança, quando PMs atuam em seus horários de folga e têm suas remunerações feitas pelas prefeituras participantes do convênio firmado com o Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Para o secretário de Segurança, o trabalho integrado é base para o sucesso no combate à criminalidade. “Atualmente, a Polícia Militar trabalha com média de 25 homens no policiamento diário em nossa cidade. Com o convênio, estamos elevando esse efetivo em mais 15 policiais diariamente, com previsão de início do trabalho já na próxima segunda-feira, dia 6 de agosto”, comentou o secretário, destacando que o convênio tem duração inicial de 12 meses.

Os policiais interessados se cadastram no sistema do Proeis. Uma vez selecionados para integrar o Programa recebem uma gratificação por período de 12 horas de trabalho. A gestão dos PMs é feita pelo município, de acordo com a necessidade das ações e a mancha criminal apontada pelas autoridades de segurança. Algumas localidades como Jardim Mariléa, Rocha Leão, Cantagalo e Enseada das Gaivotas já terão ações de imediato, com proposta também de reforçar a ronda escolar.

PROEIS – O Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) é uma medida que possibilita aos policiais militares trabalharem voluntariamente em horário de folga mediante pagamento feito pelo município conveniado. Os PMs trabalham fardados, armados, equipados e com as garantias do Estado, atuando em diferentes funções desde em apoio à Guarda Municipal no combate ao comércio irregular, fiscalização de trânsito, perturbação do sossego e em tudo que o município achar necessário.




Comentários