Repensar Macaé apresenta propostas de melhorias para o município

Publicado em 11 de maio de 2018
Repensar Macaé apresenta propostas de melhorias para o município Foto: Divulgação Repensar Macaé apresenta propostas de melhorias para o município Fonte: Divulgação

A segunda etapa do ‘Repensar Macaé’, reuniu dezenas de empresários para debaterem as propostas sugeridas no primeiro encontro. Durante o evento, que aconteceu no Royal Macaé Palace, os assuntos foram separados por tópicos e discutidos em grupos, totalizando 130 propostas, com o objetivo de alavancar o desenvolvimento econômico e social da cidade.

O segmento mais citado foi o Turismo, seguido de Infraestrutura, Suporte e Incentivo de Atração e Retenção de Empresas, Educação e Esporte, Infraestrutura, Gestão Pública, Transporte e Mobilidade Urbana, Tecnologia, Sustentabilidade, Segurança Pública e Agronegócio.

Em cada um destes itens, há propostas de ações para melhor desenvolver cada categoria dentro do município. O presidente do Macaé Convention & Visitors Bureau, Guilherme de Abreu, não se surpreendeu ao ver o turismo sendo o mais citado. “Macaé tem vocação para o turismo, que é a indústria que menos sofre impacto com a crise. E, mesmo precisando ajustar muitos pontos para melhor desenvolver o setor turístico, já vem causando impacto positivo na economia da cidade, principalmente depois da queda do petróleo”, disse.

Na ocasião os grupos segregaram as ações a serem desenvolvidas, onde propostas similares foram reestruturadas, com o objetivo de direcionar para os setores responsáveis. “Esta etapa é muito importante, pois vamos cobrar de quem cabe ser cobrado, seja setor público ou privado”, disse Antonio Severino dos Santos, presidente da ACIM.

O participante do grupo Incentivo de Atração e Retenção de Empresas, Leonardo Dias, do Parque Industrial BellaVista, elogiou a iniciativa e falou da importância da sociedade de se organizar. “Por todo país temos visto ações como esta, trazendo bons resultados. Estamos com excelentes propostas em mãos, agora precisamos implementar e acompanhar as ações”, falou entusiasmado.

Já a empresária, Denise Pinto, do grupo Turismo, destacou a atuação das associações e ressaltou a conscientização da população em também fazer a sua parte e não deixar apenas nas mãos do poder público. “Evento planejado pelo setor privado é muito importante, pois puxamos a responsabilidade também para nós, seja de cobrar ou de realizar. Macaé é uma cidade de grandes vocações e cabe a cada morador, transformar essas oportunidades em em novas realidades”, enfatizou.

‘Repensar Macaé’, foi lançado no final de março deste ano e é organizado pela união das instituições: RedePetro-BC; Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM); Macaé Convention & Visitors Bureau; Conselho Municipal da FIRJAN; SEBRAE; International Association of Drilling Contractors (IADC); e Society of Petroleum Engineers (SPE).




Comentários