[ ESTÉTICA ] Por Lucineide Pagano

CRIOLIPÓLISE

Publicado em 08 de julho de 2016
CRIOLIPÓLISE Divulgação CRIOLIPÓLISE Divulgação

Sabe aquela gordurinha que insiste em permanecer mesmo com muita atividade física e dieta? Pois então....a Criolipólise promete eliminar de 20% a 25% dessa gordura...vamos conhecer um pouco mais?

A Criolipólise é uma técnica focada em perder gordura localizada surgida há pouco tempo. No ano de 2008 iniciaram –se os testes e em 2010 o procedimento foi disponibilizado ao público, chegando ao Brasil em 2012.

A origem da técnica, remonta as denominadas: Paniculite do picolé (diz respeito à condição causada pela redução do volume de gordura nos lábios em razão frequente com picolés e alimentos gelados, verificados em crianças); e Paniculite equestre ( refere –se à diminuição da camada de gordura da região de dentro das coxas de mulheres que, vestidas com calças justas, praticavam equitação sob clima gelado. Fez –se então entender, que tecidos ricos em gordura são mais suscetíveis a lesões pelo frio do que tecidos ricos em água, ou seja, a Criolipólise é o Congelamento da Gordura localizada, com temperatura entre -5º a -15º C, gerando um processo inflamatório das células adiposas e sua consequente morte por apoptose (uma autodestruição celular ordenada) que surge em decorrência da exposição prolongada a baixas temperaturas.

APLICAÇÃO

Pode ser feita apenas em algumas partes do corpo, aquelas que se adaptam bem as ponteiras. Não é possível por exemplo fazer no rosto, porque o aplicador não se encaixa. O aparelho puxa por sucção, e segura a gordura entre seus dois painéis, resfriando automaticamente. A sensação é de um puxão firme, o congelamento não afeta a epiderme ou outros órgãos. A pele é protegida por uma membrana durante a sessão, que jamais poderá ser reutilizada para outro procedimento. Após o procedimento, a região fica anestesiada, os hematomas não são frequentes, mas quando aparecem são passageiros, e por não ser invasivo, o paciente pode retornar a rotina normalmente.

CONTRAINDICAÇÕES

- Pessoas com sensibilidade ao frio
- Diabetes
- Portadores de marca passo
- Infecções na pele
- Cirurgia a menos de 6 meses
- Hérnia no local a ser tratado
- Gestante
- Doenças cardíacas
- Urticária
- Trombofilia ( uso de coagulantes)
- Flacidez tissular

RESULTADOS E CUIDADOS APÓS

Estudos científicos apontam para uma redução de 20% a 25% da gordura localizada tratada, mas claro, os resultados variam de pessoa para pessoa. É ideal fazer drenagem linfática, ou massagem após, usar uma cinta modeladora, manter uma dieta leve (de preferência não consumir carboidratos, álcool e açúcar em excesso na primeiras 24h) e fazer atividade física para um bom resultado.



Comentários

Foto de Lucineide Pagano

Lucineide Pagano

coluna@jornalpress.com.br
Lucineide é uma esteticista que não para de estudar em busca de novos métodos para deixar as pessoas mais bonitas e de bem com seu corpo. Sua preocupação é com o bem-estar de cada um.

Compartilhe...