[ ESTÉTICA ] Por Lucineide Pagano

Microagulhamento: o poder transformador das agulhas!

Publicado em 25 de março de 2016f
Microagulhamento: o poder transformador das agulhas!

Na estética, a motivação é a transformação. Quem não quer ficar mais bela(o), e mais jovem, além de transformar a autoestima. Transformar significa também trocar, substituir. E essa é a premissa da terapia de indução de colágeno, também conhecida como microagulhamento.

Um pequeno rolo com agulhas minúsculas provoca microferimentos na pele, que se esforça para se restabelecer após ser lesionada. É justamente a capacidade de se recompor, produzindo colágeno, que garante a renovação da pele. Assim, é possível preencher cicatrizes, marcas de acne, além de reorganizar as fibras internas, deixando a pele mais firme e com mais vitalidade, tratando envelhecimento( linhas de expressão), flacidez, estrias e mancha na pele ( como melasma, por exemplo).

COMO FUNCIONA:
Após a aplicação de um anestésico (creme ou pomada), a região estará pronta para o procedimento de assepsia e rolagem das microagulhas. Estas penetram na pele por inúmeras vezes, formando microcanais que possibilitam a reação das células e a liberação de fatores de crescimento. É aí que ocorre a remodulação tecidual e o surgimento de novos componentes na matriz da derme, que migram para a microlesão e fecham os canais criando um novo tecido, rico em colágeno e elastina, resultando numa pele firme e mais espessa.

A indução da produção de colágeno e elastina proporcionada pelo microagulhamento é observada após a primeira sessão de tratamento com DERMA ROLLER. O paciente percebe significativa melhora das rugas, cicatrizes, cicatriz de acne, melanoses e problemas de pigmentação, tendo sua pele com aspecto notadamente rejuvenescido. Além disso, o procedimento contribui para a circulação sanguínea, aumentando o suporte nutricional e de oxigênio local, o que acelera a eliminação de metabólitos e toxinas.

É importante que o equipamento possua registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Essa certificação garante a qualidade do produto (em relação ao aço utilizado, número de agulhas, comprimento e diâmetro das agulhas etc), a esterilização do mesmo e dessa forma evita-se contaminações e complicações.

CUIDADOS IMPORTANTES:
Devemos tomar alguns cuidados após o microagulhamento; a pele apresentará descamação, crostas superficiais, vermelhidão, ardor e um leve inchaço, além de sensibilidade ao frio, calor e sol. O uso de água termal para acalmar a pele é indicado, além de cicatrizantes. Evite aplicar água quente no rosto nas primeiras 24 horas e não mexa no local.

É importantíssimo evitar a exposição solar nos primeiros 45 dias e sempre usar filtro solar adequado a pele, em geral com fator de proteção solar maior do que 30, para evitar formação de manchas. Além disso, se aparecerem crostas na pele, é importante não arrancá-las.

CONTRA INDICAÇÕES:

Pacientes com problemas de coagulação sanguínea, em uso de anticoagulantes, pessoas com diabetes não controlado ou câncer e com lesão ou doença de pele ativa na região que será tratada são todos contraindicados a fazer o microagulhamento. O procedimento também não pode ser feito em pessoas que ainda tem acne ou com herpes ativa. Também é contraindicado para quem tem psoríase ou fez uso de isotretinoina nos seis meses anteriores.



Comentários

Foto de Lucineide Pagano

Lucineide Pagano

coluna@jornalpress.com.br
Lucineide é uma esteticista que não para de estudar em busca de novos métodos para deixar as pessoas mais bonitas e de bem com seu corpo. Sua preocupação é com o bem-estar de cada um.

Compartilhe...