[ ESPORTE ] Por Tiago Oliveira

A corrida e seus benefícios

Publicado em 20 de março de 2015
A corrida e seus benefícios

A corrida é um dos exercícios mais recomendados para o bem-estar físico e mental. Além de ser uma atividade completa que envolve praticamente todos os músculos do corpo, ela é aliada na queima de gorduras e no aumento da massa muscular.

No entanto, antes de começar a correr você precisa analisar seu estado físico. Cada pessoa tem um ritmo diferente e é muito importante respeitá-lo. Para quem está acima do peso, não pratica exercícios há muito tempo, fuma ou tem algum problema respiratório, o ideal é começar caminhando.

Andar durante quarenta minutos, duas vezes por semana, já faz bastante diferença e ajuda a ganhar fôlego. Depois, é só aumentar o ritmo e perceberá que dentro de seis meses está pronta para enfrentar qualquer maratona.

Além de benefícios cardiovasculares, uma hora de corrida intercalada com caminhada é capaz de queimar em média 500 kcal. Com a prática da atividade física, o organismo torna-se mais saudável, pois a gordura é substituída por músculo, massa magra. Depois de algumas semanas, o corpo já "afina" e fica mais torneado. Talvez a diferença nem apareça tanto na balança, mas sim nas medidas.

Por orientação médica, ao procurar uma atividade física que seja prazerosa e ao mesmo tempo represente muitos benefícios para a saúde, homens e mulheres estão escolhendo, cada vez mais, as corridas de rua. Segundo os médicos, a prática regular de exercícios leva a melhora da saúde com redução da possibilidade do desenvolvimento de doenças crônicas e isso tem motivado as pessoas a participarem das corridas de rua. Os médicos explicam que as corridas de rua melhoram não só o condicionamento físico, como também o funcionamento do sistema cardiovascular e respiratório, reduzindo a gordura corporal e os níveis de glicose no sangue, além de aumentar o colesterol bom.

A corrida e seus benefícios Foto: O empresário Guilherme Silva ao final de mais uma corrida. Para o empresário Carioca Guilherme Silva, que por orientação médica, após um problema cardíaco, aderiu à corrida de rua como um meio de se livrar do problema e também da obesidade.

Em pouco mais de 6 anos praticando a modalidade, conseguiu perder (e manter) 20 kg (antes pesava 98kg e agora pesa 78kg) e afastou de vez os problemas que o assombravam durante anos.

“Hoje em dia, procuro participar do maior número de corridas possível, não ultrapassando o limite do meu corpo, e não procurando o lado da competição e sim o da superação.” Comentou.

“Já são 3 São Silvestres no “currículo” e estou quase conseguindo a minha meta de 200 medalhas.” Finalizou o empresário, que se prepara para mais uma Meia maratona do Rio de Janeiro em Maio.


BENEFÍCIOS DA CORRIDA

Correr traz muitos benefícios para a qualidade de vida do indivíduo:

  • Reduz o peso corporal;
  • Melhora o nível de colesterol;
  • Aumenta a capacidade cardiorrespiratória;
  • Reduz os riscos de infarto;
  • Aumenta a massa muscular;
  • Reduz a variação da pressão arterial de repouso;
  • Ativa a circulação sanguínea, diminuindo problemas do coração;
  • Melhora a função do rim, que filtra o sangue e reduz o número de substâncias tóxicas que circulam pelo corpo;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • Estimula a formação de massa óssea ajudando a prevenir lesões como a osteoporose;
  • Melhora a autoestima;
  • Aumenta o condicionamento físico;
  • Proporciona sensação de bem-estar;
  • Diminui o estresse e melhora a depressão;
  • Aumenta a eficiência do metabolismo;

Outro atrativo do esporte é o fator financeiro, já que ele pode ser feito na rua ou em parques. Para praticá-lo, basta usar roupas confortáveis e um tênis de boa qualidade, pois ele ajuda no desempenho e evita futuros problemas. Fora isso, correr ao ar livre pode ser muito relaxante.

DICAS BÁSICAS PARA PRATICAR A CORRIDA

A corrida e seus benefícios Quem Pode Fazer?
A corrida pode ser praticada por qualquer indivíduo, desde que tenha capacidade física para tal, ou seja, que a intensidade do esforço seja compatível com sua capacidade funcional. Para aqueles que já caminham e que possuem melhor condicionamento físico, a corrida passa a ser natural, pois o esforço exigido para manter a mesma frequência cardíaca no treino obriga a acelerar o passo.

É essencial que se façam exames antes da prática da atividade física para identificar possíveis doenças ou limitações físicas que impeçam a prática da corrida. Deve-se também investigar o estado nutricional do corredor, verificar se ele usa medicamentos e qual é o seu nível de condicionamento físico.

Antes da Corrida
O ideal é consumir alimentos ricos em carboidratos com baixo índice glicêmico, ou seja, carboidratos que são absorvidos lentamente pelo organismo. Assim, eles serão liberados aos poucos durante a corrida, evitando-se a hipoglicemia (queda da taxa de glicose no sangue).

Para não correr o risco de sentir fome na hora da corrida, coma uma fruta (banana, maçã ou mamão são ideais) 15 minutos antes do treino. Não coma alimentos pesados e de difícil digestão.

Use roupas de tecidos leves e confortáveis, e tênis apropriados para corrida.

Durante a Corrida
Durante uma corrida, a frequência cardíaca (FC) deve ficar entre 60% e 75% da FC máxima, que pode ser estimada em 220 menos a idade da pessoa. Assim você terá menos chances de sentir dores articulares e musculares após o exercício.

O treinamento começa com caminhadas leves a moderadas que irão sofrer aumento no ritmo das passadas com o tempo. Depois de um tempo, corra durante alguns minutos e depois volte ao ritmo da caminhada. Descanse um minutinho e repita o processo, acelerando novamente.

Respiração
Quanto maior a intensidade do seu exercício, maior a quantidade de oxigênio que você precisa inspirar. Ou seja, você acaba tendo que “colocar o ar para dentro” no maior número de maneiras possíveis (pelo nariz e pela boca). Conforme o seu nível de condicionamento vai melhorando, você vai conseguindo respirar mais tranquilamente, em velocidades que antes era preciso ofegar.

Inspire duas vezes pelo nariz e solte o ar três vezes pela boca, de acordo com o ritmo da sua passada. À medida que se melhora o condicionamento físico, a preocupação com a respiração pode ficar em segundo plano.

Depois da Corrida
Após a corrida, é muito importante que se façam alongamentos, para evitar lesões. Além disso, deve-se beber água para hidratar o corpo e fazer uma refeição leve para repor os nutrientes perdidos.

Iniciantes na Corrida
O ideal para quem quer começar a correr é já estar executando algum tipo de atividade física, como por exemplo, a caminhada.

Para os iniciantes na corrida é importante fazer uma consulta com especialista para avaliar as condições cardíacas.

Isso pode ser feito 3 vezes por semana durante 20 minutos. Após adquirir o hábito e quando seu condicionamento físico estiver melhor, pode aumentar para 30 minutos ou no máximo 45 minutos. É importante acrescentar a musculação em algum dia da semana para fortalecer os músculos e tornar a corrida mais fácil. Não há necessidade de correr todos os dias.

A corrida e seus benefícios Então o que esperando para começar a sua corrida?!



Comentários

Foto de Tiago Oliveira

Tiago Oliveira

coluna@jornalpress.com.br
Um colunista esportivo difere de um repórter esportivo. O colunista permanece menos focado nas estatísticas e mais focado nas pessoas e suas histórias e, normalmente, sabe muito mais sobre a história e tradição do time.

Compartilhe...