Blog da Brigitte

Reticências...

Publicado em 06 de maio de 2016
Crise e TPM Foto: Divulgação

No meio da turbulência que vivemos nos dias de hoje, essa semana decidi tirar um tempo só para mim e pensar na vida.

Ao começar a fazer uma rápida análise, reconheci que todos os nossos atos, pensamentos e ações terminam em um ponto final. Cada ação que fazemos conta com um começo, o meio e o fim. Assim já é a vida não um espetáculo que começa quando nascemos, tem vários atos, tristes e alegres, durante a nossa existência e o ponto final na hora de nossa despedida.

Mas porque a vida tem que ser assim? Não, não estou pensando em uma vida eterna aqui na Terra. Mas às vezes queria que a vida tivesse mais espaço para as reticências... De acordo com o dicionário, esses três pontinhos no final da frase significam “Omissão ou supressão daquilo que, de modo voluntário, deveria ou poderia ter sido dito; aquilo que se omitiu. Numa produção escrita, a representação dos três pontos (...) que seguem a última palavra, geralmente colocados para omitir alguma coisa ou para indicar uma ideia não concluída”.

Atualmente, é exatamente isso que eu quero para minha vida. Então, minha nova resolução é viver como uma reticência, sem medir as consequências, sem chegar ao final. Não quero meias palavras, falsas promessas, amigos de ocasião, beijos rápidos, abraços frouxos ou amassos sem vontade.

Quero pensar no melhor, quero a felicidade de dias melhores, objetivos definidos, bom humor, risos largos, bem estar, paixão, tesão, volúpia... Tudo na medida exata. Mas qual seria essa medida exata? Quem vai saber? Quem vai medir?

“Parafraseando” Zeca Pagodinho, a vida vai me levar... Não sei para onde, mas vou... Quero pensar e me perder nos meus pensamentos. Quero trabalhar, amar, sorrir, beijar, crer, viver...

Numa eterna reticência...



Comentários

Brigitte Belmont

brigitte@jornalpress.com.br
Brigitte Belmont é jornalista, publicitária, relações pública, fotógrafa, colunista, redatora, revisora, radialista, apresentadora, produtora, modelo, atriz, diretora, escritora, web designer, pintora, artesã, atleta, maravilhosa, esplendorosa, magnífica, inteligente, poderosa, modesta e mulher presente nas mais variadas e distintas situações para mostrar que a cidade não para e está sempre em movimento.

Compartilhe...