Blog da Brigitte

Desejo

Publicado em 26 de fevereiro de 2016
Crise e TPM Foto: Divulgação Desejo Foto: Divulgação

Como devemos proceder quando sentimos o desejo?

Depois de anos de estudo, percebi que essa é uma questão que, sinceramente, não tem resposta. Na verdade o desejo é um dos maiores problemas da psicologia moderna contemporânea, tendo em vista os malefícios que ele pode causar ao ser humano, tanto fisicamente, mentalmente e fisiologicamente.

O desejo pode ocasionar mal estar, ansiedade, espinha, dor de cabeça, perturbações temporárias, estresse, síndromes variadas (inclusive a do pânico), ânsias e outras anomalias existentes nas medicinas tradicionais e alternativas.

Falando assim querido leitor, parece até que o desejo é um sentimento ruim. Mas não é. Muito pelo contrário, o desejo é saudável e necessário porque pode acabar levantando a nossa auto-estima.

Quando desejamos alguma coisa, ou alguém, significa que a nossa vontade está latente. Enquanto não satisfazemos nossa vontade, o pensamento da conquista vai consumindo a nossa mente. Vivendo nesse turbilhão de emoções, que é o tempo exato entre a idéia inicial e a conquista, passamos por muitos labirintos. Tudo é válido e deve ser levado em conta. Afinal de contas estou falando sobre os nossos desejos.

E quando desejamos o que é proibido? Como fica a nossa situação? Acredito que, nesses casos, o sentimento de culpa deve ser levado em conta porque será um fator preponderante para nossa decisão final.

Às vezes, as consequências valem a pena porque a satisfação de saciar um desejo não tem preço.

Antes que as pessoas pensem alguma bobagem, a ideia desse texto surgiu apenas por conta da minha vontade de comer um brigadeiro, no meio de uma dieta especial que minha nutricionista passou...

Não quero nem saber.... comi mesmo.... e de colher...



Comentários

Brigitte Belmont

brigitte@jornalpress.com.br
Brigitte Belmont é jornalista, publicitária, relações pública, fotógrafa, colunista, redatora, revisora, radialista, apresentadora, produtora, modelo, atriz, diretora, escritora, web designer, pintora, artesã, atleta, maravilhosa, esplendorosa, magnífica, inteligente, poderosa, modesta e mulher presente nas mais variadas e distintas situações para mostrar que a cidade não para e está sempre em movimento.

Compartilhe...