Blog da Brigitte

A TRAIÇÃO

Publicado em 23 de fevereiro de 2018
A TRAIÇÃO Foto: Divulgação A TRAIÇÃO Foto: Divulgação

Está certo que o carnaval já passou, mas fiquei sabendo essa semana de uma história, que aconteceu durante os dias de folia, que poderia se transformar em enredo de novela das 9. Não vou dizer que foi fantasiosa porque os personagens principais me contaram igualzinho, em momentos distintos. Acreditem se quiser...

Tudo começou na sexta-feira. Um casal de namorados estava combinando a programação da folia e surgiu um grande impasse: ele queria ir aproveitar a folia nos blocos de rua e ela desfilar na Sapucaí porque havia conseguido uma fantasia com uma amiga.

Para não dar problema, eles chegaram a um acordo e, baseados na confiança que tinham um no outro, decidiram cada um curtir o domingo de carnaval a sua maneira. No sábado, trocaram juras de amor, curtiram a folia juntos, namoraram e fizeram tudo que tinham direito. No final do dia, combinaram de se reencontrarem na segunda, na hora do almoço, para contarem como foi a experiência do “vale carnaval” que ganharam.

Ele ligou para os amigos e combinaram a maratona de blocos a percorrer. Os foliões começaram no meio da tarde e acabaram somente na madrugada de segunda. O problema é que no meio da noite, lá pelo terceiro ou quarto bloco, uma jovem, com um corpo escultural, vestida de anjo daquela marca de lingerie “Victoria Secret's”, se aproximou bem do rapaz e tascou-lhe um beijo daqueles dignos de ganhar a Nota 10, caso fosse uma competição. Embalado pelo rufar da bateria e culpando a maldita da cachaça, ele se entregou ao prazer até a última gota.

Empolgada com o desfile, com o clamor da torcida na arquibancada com os gritos de “É campeã”, ela, na comemoração, no final da dispersão, também, em um impulso descontrolado, se entregou a um dos componentes de sua ala. O problema é que esse impulso foi até o raiar do dia, na própria Apoteose.

Aí chegou a segunda-feira. Chegou a hora do almoço para que os pombinhos pudessem comentar suas experiências. O encontro seria com amigos, em um grande almoço coletivo. Na hora marcada, eles se viram, se beijaram como nada tivesse acontecido de anormal e começaram a falar da alegria de ambos na festa.

De repente, no meio dos amigos, surgem abraçados no mesmo encontro, a anjinha da “Victoria Secrets” abraçada com o seu namorado: o folião da ala da minha amiga. Sim meus queridos, uma traição completa. Dois casais que não se conheciam trocaram seus pares sem saber um do outro. O clima pesou um pouco, um mal-estar tomou conta do recinto, mas eles tiraram de letra, apesar da saia justíssima apresentada.

O problema é que nenhum deles ainda confessou a pulada de cerca para o outro. Me pediram conselhos, mas quem sou eu para falar alguma coisa... Essa não é a primeira vez que caio nessa furada e continuo sem saber como proceder. O que faço? Vocês podem me ajudar?


Comentários

Brigitte Belmont

brigitte@jornalpress.com.br
Brigitte Belmont é jornalista, publicitária, relações pública, fotógrafa, colunista, redatora, revisora, radialista, apresentadora, produtora, modelo, atriz, diretora, escritora, web designer, pintora, artesã, atleta, maravilhosa, esplendorosa, magnífica, inteligente, poderosa, modesta e mulher presente nas mais variadas e distintas situações para mostrar que a cidade não para e está sempre em movimento.

Compartilhe...